Vestido longo: uma moda transcendente!!!

Boa tarde, pessoal!!! Hoje vou falar sobre o vestido longo!!! Confesso que demorei um pouco a aderir a essa moda, mas quando comecei a usar me apaixonei...agora é uma peça que faz parte do meu guarda-roupa e que uso em diversas ocasiões!!! E vocês, também gostam?

Bem femininos e icônicos, os vestidos eram, e continuam sendo, uma das peças preferidas das mulheres ao redor do mundo, sendo sinônimo de poder e beleza. Sua origem é bem mais antiga do que você imagina, tanto que não existem relatos de seu real surgimento. Dizem que o registro do primeiro vestido foi por volta de 1800 e ter um vestido bonito nessa época significava o símbolo de riqueza e poder. Atualmente, o vestido está relacionado à figura feminina, mas nem sempre foi assim. Antigamente, os homens e as mulheres usavam túnicas, peças muito parecidas com um vestido. Por exemplo, no Egito antigo, usavam a túnica de linho, comum a ambos os sexos. Algum tempo depois, ele foi se reajustando e se tornou a vestimenta que conhecemos hoje.

Os primeiros vestidos eram extremamente pesados e desconfortáveis. Depois de alguns séculos, surgiu a revolução feminina e com ela a mudança dos padrões em todo o mundo. A moda se revolucionou e criou vestidos com texturas e formas diferentes.

Já entre os períodos dos séculos XIX e XX, as culturas e, consequentemente, o modo de vestir passaram por transformações modernas. As mulheres começaram a ter um pouco mais de espaço e liberdade na sociedade, então fizeram as primeiras revoluções de cunho feminista. Esses movimentos sociais exigiam modelos de vestido de festa, além daqueles para usar no dia a dia, com tecidos mais confortáveis e acabamentos leves.

Os modelos eram usados não só em festas, mas também em viagens e cerimônias. Os vestidos eram mais soltos, com leves toques de sensualidade e a parte da barra bem rodada. As cores também eram variadas, mas prevaleciam os tons claros. Anos mais tarde, precisamente em 1858, foi criado o primeiro ateliê em Paris. O fundador foi Charles Fréderic Worth, conhecido atualmente como o pai da alta-costura.

Outro destaque é que o termo “chic” nasceu na época de 1900; a palavra significa alguém elegante com desenvoltura social. O vestido de festa desse período já ganhava novas formas mais justas e tecidos diferentes, como, por exemplo, o veludo.

Dos tubinhos ao pretinho básico, a peça foi reinventada por diversas vezes para se adaptar a mulheres batalhadoras e trabalhadoras, sem perder o brilho e a feminilidade. Independente da ocasião, existe um vestido ideal para seu estilo e corpo. O que deve ser levado em consideração é a elegância, conforto e harmonia do visual.

Hoje, podemos encontrar muitos tipos de vestidos, dependendo da finalidade, local e horário de uso: vestidos de noiva, vestidos de madrinhas, vestidos de festa, vestidos sociais, vestidos casuais, vestidos mais leves ou mais pesados.

Cabe a nós escolher qual o modelo mais adequado para determinada ocasião. É extremamente importante que você se sinta bem e confortável com o visual escolhido, pois além de realçar sua beleza e autoestima, você pode aproveitar melhor o passeio!!!

No look de hoje, optei por um vestido longo em tons mais claros, com as cores verde e branco; estampa de folhagens, com tecidos mais esvoaçantes; decote mais detalhado no pescoço e nas costas...além disso, foram escolhidos acessórios em prata, como o bracelete que está em alta...anéis de falange e de pé...tornozeleira...brincos prata com verde...para completar o visual, usei sandália de salto alto transparente/prata...e bolsa branca com detalhes coloridos...também coloquei a opção com sapato branco...e aí, gostaram do visual?

Espero que sim!!! Até a próxima!!!

Beijinhos!!!



117 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo