A Páscoa: uma prova de amor!!!

Boa noite, pessoal!!! Como vocês estão?

No final de semana da Páscoa eu não poderia deixar de falar um pouquinho sobre essa data tão especial!!! É uma das comemorações mais importantes das culturas ocidentais, significando renovação e esperança!!!

A Páscoa é uma das festas mais tradicionais do calendário cristão e tem suas origens baseadas tanto na tradição judaica como em elementos pagãos que foram apropriados de povos cristianizados. Essa celebração possui data móvel e o seu sentido cristão relembra os três dias da crucificação e morte de Cristo até a sua ressurreição. A palavra Páscoa em português deriva do termo em hebraico “Pessach”, que significa passagem.

A ressurreição de Cristo é um dos principais pilares da fé cristã, o que evidencia a importância dessa festa no calendário da religião. Cristo, visto como Cordeiro de Deus, ofereceu-se em sacrifício para salvar a humanidade do pecado. A sua crucificação e ressurreição teriam acontecido exatamente na época de realização do festival judaico, o que criou um paralelo entre as duas comemorações. A Páscoa judaica comemora a libertação dos hebreus da escravidão no Egito.

Na tradição cristã católica, a Páscoa encerra o período da “Quaresma”, que é basicamente um período de quarenta dias marcado por penitências feitas pelos fiéis, como jejuns ou outros sacrifícios, sendo comum a realização de promessas. A última semana da Quaresma, chamada de “Semana Santa”, é iniciada pelo “Domingo de Ramos”, que marca a entrada triunfal de Cristo em Jerusalém; inclui a “Quinta-feira Santa”, em que foi realizada a última ceia; passa pela “Sexta-feira da Paixão”, que faz referência à morte de Cristo; e é finalizada no “Domingo de Páscoa”, que celebra a ressurreição de Cristo.

A Igreja determinou que a primeira lua cheia após o equinócio de primavera seria a data para iniciar-se a comemoração da Páscoa. O equinócio marca o início da primavera no hemisfério norte. Esse período pode variar de 22 de março a 25 de abril. O Carnaval acontece 47 dias antes da Páscoa, podendo variar de 4 de fevereiro a 9 de março. O feriado de Corpus Christi acontece 60 dias depois da Páscoa, ou seja, entre 21 de maio e 24 de junho.

Atribui-se também os símbolos da Páscoa – principalmente o coelho e os ovos – a elementos pagãos. Acredita-se que ovos e coelhos eram vistos por povos na antiguidade como símbolos da fertilidade. Assim, à medida que esses povos foram cristianizados, esses elementos foram sendo absorvidos pela festa cristã. A tradição de enfeitar os ovos e escondê-los das crianças teria chegado ao continente americano por meio de imigrantes alemães no século XVIII. Eu participava dessa brincadeira na infância, mas como eu era a prima mais nova dificilmente eu encontrava o ovo...hehehe...e vocês, também participaram disso? Faziam algum outro tipo de brincadeira? É comum presentear as pessoas com ovos de chocolate no Domingo de Páscoa, embora para alguns possa se tratar de uma comercialização dessa celebração.

Os ovos de Páscoa são um costume típico de muitos países. Quer sejam ovos de galinha pintados, tradicionais sobretudo na Polónia e na Ucrânia, quer ovos de chocolate envoltos em papel decorativo brilhante, recheados de amêndoas e enfeitados com bonitas fitas, segundo os costumes mais ocidentais, o que é certo é que os ovos fazem parte do nosso imaginário pascal.

O maior ovo do mundo foi feito na cidade de Vegreville, na província canadense de Alberta, em 1975, com uma altura de nove metros, decorado em tradicional estilo ucraniano.

Para as crianças, trata-se de um momento mágico e lúdico; portanto, devem ser incentivadas as brincadeiras, sempre reforçando o real significado dessa celebração. Além de incorporar o verdadeiro sentido da Páscoa, também auxilia no desenvolvimento neuropsicomotor das crianças. Para os adultos, é uma forma de relembrar e reviver a infância.

Aqui vão algumas sugestões de brincadeiras, que podem ser individuais ou coletivas:

-> Caça aos ovos: é a brincadeira mais comum. As crianças seguem as patinhas do coelhinho, geralmente feitas com farinha, até o local onde estão os ovos que o coelho da Páscoa trouxe. Outra opção é espalhar pela casa ovos pequenos de chocolate e cenouras para indicar o caminho.

-> Jogo da memória: cortar cartões com desenhos de ovos e coelhos diferentes e brincar de jogo de memória com as crianças.

-> Fantasias: Vestir as crianças com fantasia de coelhinho. Um detalhe divertido é fazer uma pintura com tinta vermelha específica para pele (de preferência antialérgica) para o nariz, lápis preto de maquiagem para os bigodes, dente de coelho de plástico, orelhas de cartolina.

-> Armadilha para o coelhinho: Na noite do Sábado de Aleluia, a criança pode fazer uma “armadilha” para o coelhinho deixando algumas cenouras ao lado de um pote com farinha de trigo. No dia seguinte, ela encontrará as pegadas de farinha do coelho e buscará o esconderijo dos ovos. É bom não esquecer de deixar algumas cenouras mordidas para caracterizar a visita de um coelho faminto durante a noite e mostrar que ele caiu na armadilha preparada.

-> Pintura: As crianças podem expressar sua própria ideia de como é um coelhinho da Páscoa decorando um desenho do animal, ou até mesmo pintar ovos de galinha cozidos.

-> Corrida com o ovo: As crianças têm que equilibrar ovos em cima de colheres, e correr sem deixar o ovo cair até a chegada para ganhar um prêmio.

-> Achar o desenho correspondente: Desenhos de ovos e coelhos, cortados pela metade, podem ser distribuídos entre as crianças para que encontrem sua metade. Quem encontrar pode partir para uma nova brincadeira.

Também há outros símbolos que estão associados à Páscoa: o círio pascal, que são velas para comemorar o retorno de Jesus Cristo, ou seja, a vida nova, representando a luz que traz a esperança; a colomba pascal, que é um pão doce originado na Itália, em símbolo de pomba, representando a paz; o cordeiro, que simboliza o sacrifício de Jesus para salvar os homens de seus pecados; o pão e o vinho, que representam o corpo e o sangue de Cristo e simbolizam a vida eterna.

Uma curiosidade que eu não conhecia até então é de que a origem do mito da Sexta-feira 13 como um dia supersticioso tem uma de suas origens na Páscoa, pois na Última Ceia havia 13 pessoas à mesa e Jesus foi crucificado na sexta-feira.

Após comentar sobre algumas curiosidades dessa época tão especial, quero reforçar que a Páscoa vai muito além dessas tradições...é um momento de reflexão, renascimento, recomeço...em que podemos rever nossas atitudes e tentarmos ser cada vez melhores...

Devemos ser gratos a Deus por Jesus ter tentado nos salvar com sua própria vida e fazermos o possível para sermos dignos desse sacrifício...

Páscoa é momento de dizermos sim ao amor, à vida, ao perdão...de investir na fraternidade e solidariedade...de lutar por um mundo melhor...de renovar as esperanças de que tudo vai ficar bem!!!

Que a distância física que nos separa hoje não seja um impedimento para partilharmos o amor!!!

Espero que tenham gostado!!!

Uma Feliz Páscoa a todos vocês!!!

Beijinhos!!!






64 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo